Nuvem de aço em Londres

Nuvem de aço em Londres

Quem se lembra da matéria sobre uma nuvem de aço invadiu os Jardins de Kesignton, em Londres no dia 08 de Junho de 2013. Pelo Essa foi a intenção do artista japonês Sou Fujimoto ao instalar um pavilhão de 350 metros quadrados no gramado em frente à Serpentine Gallery, uma casa neo clássica localizada no meio do jardim.

Para o crítico de design e arquitetura do diário britânico The Guardian, Oliver Wainwright, a estrutura de metal é uma “pérgola de jardim em meio a esteróides”; uma verdadeira neblina no meio dos Jardins de Kensington. Essa instalação moderna e inusitada fez parte do programa de verão da Serpentine; que a cada ano dedica o espaço à arquitetura e design. Já passaram por lá o brasileiro Oscar Niemeyer, os portugueses Álvaro Siza e Eduardo Souto de Moura, os suíços Herzog e de Meuron, a anglo-iraquiana Zaha Hadid e o chinês Ai Weiwei. A proposta de Fujimoto foi, no entanto, a mais radical das que passaram até hoje apresentadas.

Segundo o artista, o objetivo do pavilhão foi permitir que quem adentrar o espaço sinta-se integrado à paisagem. Por isso o uso de estruturas metálicas com linhas retas e limpas. O visitante pode ter uma experiência única na qual o natural e o construído se confundem, integrando as árvores que o rodeiam e criando um ambiente que passa muito bem o natural e artificial.

O mais interessante da obra, entretanto, é observar como ela parece se mover conforme o ângulo e local em que é observada. Ela é assim ao mesmo tempo rígida e mutante/mutável, trazendo ainda mais beleza e curiosidade à instalação. Vamos relembrando através da imagem.

Gostou? Sinta-se à vontade para compartilhar, acompanhe nossas publicações.

Artigos Relacionados