Liga metálica poderá ser usada em impressões 3D

Liga metálica poderá ser usada em impressões 3D

Quem não lembra do vilão de Exterminador do Futuro 2 e sua constituição inimaginável e futurista de metal líquido? Pois um grupo da Universidade Estadual da Carolina do Norte tem trabalhado nisso e já conseguiu criar estruturas de cerca de 1cm de altura com conteúdo liquido que mantiveram a forma. Esse deve ser o primeiro passo para, em breve, se conseguir fazer o mesmo com impressoras 3D e em grandes escalas. A imagem no detalhe é obra de arte do artista Luciano Andrade (Juazeiro do Norte), um pouco antiga mas vale relembrar.

Na verdade, isso só ainda não foi feito por conta do alto valor desse tipo de equipamento e impressão, mas só de saber que a possibilidade existe já é um começo. Segundo um dos criadores da liga – feita com Gálio e Índio, que em contato com o ar forma uma fina camada que é o que dá forma e sustenta as estruturas – Michael Dickey, “o fato de serem líquidos permite que você utilize materiais como borracha ao redor para obter uma estrutura metálica maleável“. Daí a possibilidade de a liga ser utilizada nas impressoras 3D.

Hoje as esculturas e os estudos são feitos com seringas, mas uma vez “vendida” à quem tem a tecnologia de impressão e interesse no negócio, a ideia tende a render bons frutos, tanto para seus criadores como para a comunidade em geral, já que pode ter seu uso ampliado para diversas área; inclusive está nos planos dos cientistas usar a técnica para construir novos tipos de fios condutores, especialmente para a conexão entre componentes eletrônicos. É esperar para ver que rumos isso tomará.

Gostou? Sinta-se à vontade para compartilhar, acompanhe nossas publicações

Artigos Relacionados